O sentido da vida para quem têm filhos

Tempo de leitura: 1 minuto

Por Eduardo M. R. Lopes

Quando recebi esta tirinha completa sobre o sentido da vida pela primeira vez, minha filha acabara de nascer, tinha acabado de criar o antigo blog “Fraldas para que te quero” para narrar esta nova fase da minha vida e, ainda que meio anestesiado e perdido no meio de todas as mudanças (positivas) que a paternidade trazia, não resisti e me ajoelhei na frente do computador batendo palmas e, com uma lágrima escorrendo pelo cantinho do olho, gritei: “É isso”!

Tal como mágica, a ficha havia caído de vez, pois o tal sentido da vida que tanto buscamos, de uma forma simples e magistralmente bela, estava desenhada ali pelo mestre imortal Bill Waterson, criador dos geniais e antológicos “Calvin e Haroldo” (Calvin and Hobbes).

A partir de então nunca mais tive dúvidas, pois tudo que já havia lido, conversado e discutido não fazia mais nenhum sentido, pois tudo o que precisava ser dito ou descoberto sobre este tema estava concentrado para todo o sempre ali.

E, cada vez que volto a lê-la, especialmente nesta semana em que minha filha completa 5 anos muito bem vividos, emociono-me como da primeira vez.

Aproveitem enquanto ainda há tempo, pois o sentido da vida é simples assim e tenho certeza que todos nós vivemos felizes com esse problema, né?

Gostou?

Insira seu e-mail abaixo para receber gratuitamente novos artigos!>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.